Wednesday, October 18, 2006

Promessas e dívidas de campanha

Todo ano de eleição é a mesma coisa. Os políticos aparecem, vindos dos mais diversos buracos onde escondem-se para apresentar suas propostas de campanha. Muitos são velhos conhecidos, velhos lobos das câmaras e recâmaras do poder. Outros, novatos, apresentam-se, cada um, como "aquele qua vai fazer diferente", "aquele que vai mudar a situação". Eles passam por nossas ruas, apertam nossas mãos, dão aquele abraço caloroso, beijam as criancinhas, recebem baforada de cachaça e fumo, dentre outras. Quando eu era criança minha mãe dizia que ao chegar em casa eles banhavam-se com álcool. Lógico que era uma piadinha dela, mas creio que um banho com escova e sabonete Protex, isso sim.
Pois bem, uma vez eleitos, só os vemos pela TV. Não apertam mais nossas mãos, não dão aquele abraço caloroso, não beijam nossas crianças e não sentem mais nosso hálito. O pior é que esquecemos suas promessas de campanha. Assim, fica difícil cobrar, na verdade não temos nem como cobrar. Numa outra campanha a coisa toda volta a repetir-se.
Neste blog pretendo registrar, pelo menos de modo geral, as promessas de campanha dos principais candidatos, para que depois eu tenha como ver se eles cumpriram alguma coisa daquilo que prometeram.